Hélio dos Anjos

Cliente desde 2016

  • Ficha técnica


    Nome: Hélio César Pinto dos Anjos


    Data de Nascimento: 07/03/1958


    Local: Janaúba (MG)


    Cargo: Técnico


    icone_instagran

    Perfil

    Mineiro de Janaúba, no norte do estado, Hélio dos Anjos nasceu no dia 7 de março de 1958 e desde a infância sonhava em se tornar um atleta profissional. Não necessariamente um jogador de futebol, já que a iniciação esportiva dele fora feita nas quadras de vôlei. Porém, o rumo mudou e ele acabou migrando para o futebol quando lhe ofertaram casa e alimentação para ser goleiro em um pequeno clube de Belo Horizonte, o Exabe – já extinto. Com o passar dos anos, a aptidão para se tornar um goleiro foi se tornando realidade e ainda na juventude ele passou a jogar nas categorias de base do Flamengo, um dos principais times do Brasil, depois de ter enfrentado o time carioca, que decidiu compra-lo. No fim dos anos 70, Hélio se tornou profissional do clube carioca e lá fez parte do maior time da história rubro-negra. Porém, nos anos seguintes o pouco espaço para jogar no Flamengo fez o goleiro se transferir para o Cruzeiro. Depois, ainda teve passagens pelo América-MG e pelo Joinville, onde precisou se aposentar prematuramente, aos 28 anos, em 1986, por conta de uma séria lesão no quadril. O amor pelo esporte, no entanto, nunca o abandonou. Tanto que assim que pendurou as luvas, Hélio dos Anjos iniciou a carreira como treinador, no próprio Joinville, seu último clube como atleta profissional.
    A primeira experiência como treinador, no fim dos anos 80, foi apenas o início de uma carreira longeva, afinal, Hélio dos Anjos está até hoje em atividade, tendo passagens por grandes clubes brasileiros, trabalhos consolidados no exterior e inúmeras conquistas. Em seu currículo como treinador, o mineiro soma trabalhos em clubes como CRB, Avaí, Juventude, Vitória, Náutico, Atlético-PR, Sport, Grêmio, América-MG, Guarani, Paysandu, Fortaleza, Bahia, São Caetano, Vila Nova, Figueirense, Atlético-GO, ABC, dentre outros. Porém, o clube onde Hélio mantém maior identificação nestas três décadas de carreira é, sem dúvida, o Goiás. Pelo time esmeraldino, clube que dirigiu por seis vezes e é o treinador com mais jogos no comando na história (já são mais de 350 partidas), ele conquistou a Série B do Campeonato Brasileiro de 1999, a Copa Centro-Oeste de 2000, o Torneio Seletivo à Copa dos Campeões de 2000 e quatro vezes o Campeonato Goiano (1999, 2000, 2009 e 2015).
    Outro clube em que Hélio dos Anjos se identificou muito foi o Sport, de Recife. Na capital pernambucana, o treinador foi tricampeão estadual pelo Leão da Ilha (1996, 1997 e 2003). Lá também trabalhou no Náutico em duas ocasiões, obtendo, inclusive, o acesso à primeira divisão do Campeonato Brasileiro em 2006. A lista de títulos do profissional ainda engloba o Campeonato Baiano de 1992, pelo Vitória, o Campeonato Paraense de 1995, pelo Remo, e o tricampeonato do interior pelo Juventude, em 1991, 2001 e 2006. No futebol paulista, Hélio teve duas passagens de destaque no início dos anos 90, quando conseguiu dois acessos à primeira divisão estadual de forma consecutiva: em 1993 pelo Santo André e no ano seguinte pelo tradicional XV de Piracicaba.
    Reconhecido por diversos trabalhos no Brasil, em 2007 Hélio dos Anjos deu início à sua trajetória no exterior. E começou em grande estilo. Afinal, logo em seu primeiro trabalho, à frente da seleção da Arábia Saudita, foi vice-campeão da Copa da Ásia de 2007, perdendo a decisão para o Iraque, mas conseguindo uma campanha histórica ao superar as principais seleções daquele continente, como Japão, Coreia do Sul e Austrália. Em 2010, Hélio dos Anjos também trabalhou no comando técnico do Al-Nasr, dos Emirados Árabes Unidos, e depois passou mais dois anos atuando fora do país, mais especificamente no futebol saudita. Lá, primeiro trabalhou no Najran e a partir de 2016 assumiu o comando do Al-Faisaly. Depois, no início de novembro, se transferiu para o Al-Qadisiyah, onde trabalhou até abril de 2017. Em setembro de 2017, Hélio dos Anjos assinou contrato com o Goiás. E, após livrar o time do descenso à Série C, algo que parecia improvável antes de sua chegada, no início do ano seguinte (2018), Hélio faturou o título do Campeonato Goiano (seu 5º na história).

    Clubes

    logo_corinthians logo_shahktar logo_anzi logo_chelsea logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians logo_corinthians

    Títulos

    • Campeonato Brasileiro – Série B 1999 (Goiás EC)
    • Copa Centro-Oeste 2000 (Goiás EC)
    • Torneio Seletivo à Copa dos Campeões 2000 (Goiás EC)
    • Campeonato Goiano 1999 (Goiás EC)
    • Campeonato Goiano 2000 (Goiás EC)
    • Campeonato Goiano 2009 (Goiás EC)
    • Campeonato Goiano 2015 (Goiás EC)
    • Campeonato Goiano 2018 (Goiás EC)
    • Campeonato do Interior do Rio Grande do Sul 1991 (EC Juventude)
    • Campeonato do Interior do Rio Grande do Sul 2001 (EC Juventude)
    • Campeonato do Interior do Rio Grande do Sul 2006 (EC Juventude)
    • Campeonato Baiano 1992 (EC Vitória)
    • Torneio Internacional Senegal-Brasil 1992 (EC Vitória)
    • Campeonato Paraense 1995 (Clube do Remo)
    • Campeonato Pernambucano 1996 (Sport Club do Recife)
    • Campeonato Pernambucano 1997 (Sport Club do Recife)
    • Campeonato Pernambucano 2003 (Sport Club do Recife)

    Campanhas de destaque

    • Vice-campeão da Copa da Ásia 2007 (Seleção da Arábia Saudita)
    • Acesso à Série A do Campeonato Brasileiro 2006 (Clube Náutico Capibaribe)
    • Acesso à Série A do Campeonato Paulista 1993 (EC Santo André)
    • Acesso à Série A do Campeonato Paulista 1994 (EC XV de Piracicaba)

    Últimas Notícias