Nigeriano brilha e time comandado por Hélio dos Anjos goleia em estreia na Copa do Rei da Arábia

Em ascensão no Campeonato Saudita, o Al-Qadisiyah, comandado pelo técnico brasileiro Hélio dos Anjos, estreou com o pé direito na Copa do Rei da Arábia Saudita (King Cup) nesta sexta-feira, ao golear o Al-Safa, por 4 a 0, em jogo válido pela 1ª fase da competição. A vitória, construída principalmente com o brilho do atacante nigeriano Patrick Eze, que marcou três gols, colocou a equipe chefiada pelo treinador brasileiro nas oitavas de final do torneio – o adversário sairá do confronto entre Al-Ahli e Al-Shoulla e a próxima fase será disputada em fevereiro.

“Nós colocamos para a direção a importância da Copa do Rei, que é um torneio que a final é o último jogo da temporada aqui, com uma repercussão muito positiva. E hoje, na estreia, foi um jogo eliminatório que nós ganhamos bem. Isso é importante, pois trabalhamos muito forte nesta intertemporada, visando qualificar a equipe, já que vamos ter outros jogos dificílimos pela frente. Mas um resultado como esse chama confiança e acima de tudo motivação. Para nós foi significativo esse resultado em função do trabalho árduo que tivemos nos últimos 16 dias com essa intertemporada. Estou muito feliz e confiante de que vamos fazer grandes jogos agora”, comenta Hélio dos Anjos, que está no comando do Al-Qadisiyah há dois meses e, em oito jogos à frente do tradicional clube, soma três vitórias, três empates e apenas duas derrotas.

Atuando contra uma equipe da terceira divisão saudita, que veio completamente fechada, o Al-Qadisiyah precisou ter um pouco de paciência no início para conseguir converter a pressão em bola na rede. O primeiro gol do jogo saiu aos 19 minutos, e fora convertido pelo nigeriano Patrick Eze, em cobrança de pênalti. Mesmo com a vantagem, o time de Hélio dos Anjos seguiu martelando em busca de mais gols e isso se concretizou na segunda etapa. Logo no início do segundo tempo, Eze recebeu na área e, de bate-pronto, fez o segundo, contando com ajuda do goleiro adversário. No fim, ainda houve tempo para mais dois gols: Eze marcou um belo gol aos 41 minutos (o terceiro dele na partida) e o saudita Mazen Abu fechou o placar já nos acréscimos, em um lindo gol, com direito a dois dribles em rivais dentro da área e chute forte.

“Achei a equipe um pouco presa, até em função da carga de trabalho que tivemos na intertemporada. Mas mesmo assim a articulação da equipe melhorou muito no segundo tempo. E realmente o Patrick Eze é um jogador interessantíssimo, 1,90 m de altura, boa mobilidade, um atleta que nos últimos anos, tanto na Sérvia quanto nos Emirados Árabes, fez um número de gols altíssimo. Quando cheguei aqui, ele estava um pouco sem confiança, com uma cobrança muito forte em cima dele, mas é um jogador que estou gostando muito. Hoje ele desequilibrou no jogo em função do trabalho dele e também do trabalho que toda a comissão técnica está oferecendo a ele.”

Com a classificação na Copa do Rei garantida, o Al-Qadisiyah volta seus olhares agora para o Campeonato Saudita, onde voltará a campo na próxima quinta-feira (dia 26) para encarar o Al Nasr, em casa. Respaldado por uma comissão técnica brasileira, que inclui dois auxiliares (Guilherme dos Anjos e Marcelo Rocha), um preparador físico (Guilherme Rodrigues), um fisioterapeuta (Carlos Eduardo) e um preparador de goleiros (Marcos Leme), Hélio dos Anjos tem conseguido cumprir a missão que lhe fora dada no Al-Qadisiyah. Contratado para livrar o time das últimas colocações do Campeonato Saudita, que, à época, estava na penúltima colocação do torneio, tendo somado apenas quatro pontos nas oito primeiras rodadas e um aproveitamento baixo de 16% dos pontos – não havia vencido nenhum jogo até então –, mesmo em pouco tempo de trabalho, os números já melhoraram bastante. Até aqui, sob o comando de Hélio dos Anjos, o Al-Qadisiyah já disputou sete rodadas do Campeonato Saudita (2 vitórias, 3 empates e 2 derrotas) e alcançou 43% de aproveitamento dos pontos, estando atualmente fora da zona de rebaixamento, na 10ª colocação.

Share Button