Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

Hernanes: São Paulo x Chapecoense

julho 22 @ 20:00

  • Hernanes já marcou 28 gols na história do Campeonato Brasileiro – todos pelo São Paulo. Os gols saíram: 3 em 2005 (Flamengo, Santos e Coritiba), 3 em 2007 (Cruzeiro, Vasco e América-RN), 4 em 2008 (Atlético-MG, Náutico, Vitória e Botafogo), 6 em 2009 (Náutico, Internacional, Náutico, Coritiba, Flamengo e Santos), 2 em 2010 (Internacional e Avaí), 9 em 2017 (Botafogo, Bahia, Cruzeiro, Cruzeiro, Avaí, Palmeiras, Ponte Preta, Flamengo e Atlético-GO), e 1 em 2019 (Fortaleza);
  • Eis todas as vítimas do Profeta no Campeonato Brasileiro: Cruzeiro, Flamengo e Náutico (3 gols em cada), Avaí, Botafogo, Coritiba, Internacional e Santos (2 gols em cada), e América-RN, Atlético-GO, Atlético-MG, Bahia, Fortaleza, Palmeiras, Ponte Preta, Vasco e Vitória (1 gol em cada);
  • A maior sequência de gols de Hernanes na história do Campeonato Brasileiro aconteceu em 2017, em sua última passagem pelo São Paulo. Na ocasião, o Profeta marcou 6 gols em 5 jogos consecutivos (1 no Bahia, 2 no Cruzeiro, 1 no Avaí, 1 no Palmeiras e 1 na Ponte Preta). Aliás, neste duelo contra o Cruzeiro fora a única vez que o meio-campista marcou dois gols em um mesmo jogo de Campeonato Brasileiro pelo Tricolor;
  • No Morumbi, Hernanes já marcou 11 gols na história do Campeonato Brasileiro;
  • Ele já disputou 143 partidas pela elite do futebol nacional, divididos da seguinte forma: 16 jogos em 2005, 31 em 2007, 24 em 2008, 33 em 2009, 11 em 2010, 19 em 2017, e 9 em 2019. Como soma 265 atuações pelo Tricolor, este número (143) representa que mais da metade de suas partidas pelo clube foram em edições do Campeonato Brasileiro, torneio em que é bicampeão (2007 e 2008) – mais precisamente 54% de seus jogos pelo clube foram na elite nacional;
  • Aliás, com os 143 jogos na história do Campeonato Brasileiro na era dos pontos corridos, Hernanes é o 3º são-paulino com mais atuações neste torneio. Na frente do Profeta estão Rogério Ceni (428) e Richarlyson (147). Outro dado muito relevante é que destes dois ex-jogadores supracitados, o camisa 15 é o que tem melhor aproveitamento dos pontos disputados no Brasileirão, com 60% (neste quesito ele empata com Richarlyson). Atrás deles está Rogério Ceni (58%). Das 143 partidas, Hernanes computa 72 vitórias, 41 empates e 30 derrotas;
  • Com 51 gols marcados pelo Tricolor, Hernanes é o 6º maior artilheiro do clube no Século 21. Ele está empatado com Kaká, e atrás apenas de Luis Fabiano (212), Rogério Ceni (112), França (69), Dagoberto (61) e Borges (54);
  • De volta pra casa! No dia 29 de dezembro de 2018, o São Paulo anunciou o retorno em definitivo de Hernanes, que assinou contrato por três anos – válido até dezembro de 2021. Para contratar o Profeta junto ao Hebei Fortune, da China, o clube do Morumbi investiu 3 milhões de euros (cerca de R$ 13,2 milhões);
  • Pelo São Paulo FC, Hernanes soma 265 jogos (136 vitórias, 64 empates, 65 derrotas), 51 gols marcados e 35 assistências. Além disso, ele conquistou dois títulos do Campeonato Brasileiro, nas temporadas de 2007 e 2008;
  • Números do Hernanes no São Paulo ano a ano: 1 jogo (2004), 19 jogos e 3 gols (2005), 50 jogos e 8 gols (2007), 53 jogos e 7 gols (2008), 58 jogos e 10 gols (2009), 42 jogos e 10 gols (2010), 19 jogos e 9 gols (2017), e 23 jogos e 4 gols (2019);
  • Em sua segunda passagem pelo São Paulo, no segundo semestre de 2017, Hernanes disputou 19 jogos e marcou 9 gols, além de ter dado 3 assistências;
  • Hernanes foi vendido pela Juventus para o Hebei Fortune, da China, em fevereiro de 2017, por 10 milhões de euros. Pelo time chinês, Hernanes disputou 22 jogos e fez 5 gols;
  • Após grande passagem pelo Tricolor, em 2017, Hernanes retornou ao Hebei Fortune em janeiro de 2018. O clube chinês fez valer o direito de antecipar o término de seu empréstimo junto ao São Paulo, que acabaria em julho, por conta de uma cláusula no contrato;
  • Considerado pela torcida e pela imprensa como o grande líder da retomada do São Paulo no Campeonato Brasileiro, Hernanes faz jus à esta análise. Afinal, o Profeta marcou 9 gols nas 19 partidas que disputou (além de ter dado 3 assistências) e os gols mostram o potencial e o vasto repertório do jogador: três de pênalti (todos com a perna direita), dois de falta (também com a direita), dois de dentro da área (um de esquerda e um de direita), um de cabeça e um de peito;
  • Jogando mais avançado, como já havia feito no fim da primeira passagem pelo São Paulo e em praticamente toda a passagem pela Lazio, o Profeta teve, em 2017, sua melhor média de gols da carreira. Com os 9 gols marcados em 19 jogos pelo Tricolor, a média de gols de Hernanes foi de 0,4 gols por partida – se considerar todos os jogos que ele disputou no ano, incluindo um pela Juventus e 8 pelo Hebei Fortune, a média fica em 0,3, contabilizando 10 gols em 28 jogos;
  • Se contabilizada apenas as últimas 21 rodadas do Brasileirão de 2017, que foi o período que Hernanes esteve em campo, ele seria o vice-artilheiro do torneio, com 9 gols, ao lado de Jô, do Corinthians, e Henrique Dourado, do Fluminense – Edgar Junio, do Bahia, fez 10. Atrás deles, no período, ficaram André e Otero (8 gols cada), Fred (7), Thiago Neves e Diego (6 gols cada), Fernandinho e Diego Souza (5 gols cada), Roger (4 gols), e Lucca (3 gols);
  • Destaque do São Paulo no Campeonato Brasileiro, Hernanes recebeu três troféus no Prêmio do Brasileirão 2017. O Profeta ganhou o prêmio de ‘Melhor Meia’, integrando a seleção da competição, o de ‘Golaço do Brasileirão’, e também o de ‘Craque da Galera’, em votação popular. Com estes três troféus, Hernanes agora já soma sete taças concedidas pela CBF na carreira, já que ele foi o ‘Craque do Brasileirão de 2008’, e esteve na seleção da competição em 2007, 2008 e 2009. Com isso, o Profeta segue com 100% de aproveitamento nas edições de Brasileiros que disputou na carreira, tendo vencido prêmios em todos os torneios em que jogou pelo menos metade das partidas – exigência das premiações. Os prêmios foram conquistados nas temporadas de 2007, 2008, 2009 e 2017. As exceções foram em 2005 (jogou apenas 16 das 42 partidas do torneio) e 2010 (fez só 11 dos 38 jogos);
  • Hernanes é o maior vencedor da história do Prêmio do Brasileirão, iniciado em 2005, em parceria entre CBF e Rede Globo. Até aqui, o Profeta já faturou 7 troféus: Craque do Brasileirão de 2008, Seleção do Brasileirão em 2007, 2008, 2009 e 2017, Craque da Galera do Brasileirão de 2017, e Golaço do Brasileirão de 2017. O meio-campista, assim, supera o atacante Fred e o ex-goleiro Rogério Ceni, cada um com 6 troféus nesta premiação;
  • Hernanes venceu o prêmio Bola de Prata, da ESPN, pela terceira vez na carreira. Com 19 jogos no Brasileirão de 2017, o Profeta entrou na Seleção da Bola de Prata na rodada 33, na categoria ‘segundos volantes’, e não saiu mais. Ele foi agraciado com o troféu por conta de sua nota 6,40. O Profeta também esteve no páreo do prêmio da Bola de Ouro. Ele foi o 3º colocado, atrás de Dudu, do Palmeiras (6,51), e Jô, do Corinthians (6,63). O camisa 15 já havia vencido a Bola de Prata em outras duas oportunidades, nos anos de 2007 e 2008;
  • Com a camisa do São Paulo FC, Hernanes foi bicampeão brasileiro (2007 e 2008). No título de 2008, inclusive, ele foi eleito o craque do campeonato, aos 23 anos de idade, em votação oficial da CBF. Além disso, ele foi eleito por três anos seguidos (2007, 2008 e 2009) o melhor volante pela direita do Campeonato Brasileiro, em votação oficial da CBF;
  • A primeira temporada de Hernanes com a camisa da Juventus foi muito positiva, já que o brasileiro faturou dois títulos: o Campeonato Italiano 2015/2016 e a Copa da Itália 2015/2016. Com esses dois títulos, o Profeta chegou a três conquistas no futebol italiano, já que ele também foi campeão da Copa da Itália 2012/2013 pela Lazio. Hernanes soma, agora, quatro títulos nacionais na carreira (ele foi bicampeão brasileiro pelo São Paulo, em 2007 e 2008). Pela Juve, o Profeta também realizou um de seus objetivos na carreira, que era disputar uma edição da Liga dos Campeões da Europa. Pela equipe foram 35 jogos, 2 gols e 1 assistência;
  • Pela Internazionale, Hernanes disputou 52 jogos, fez 7 gols e deu 10 assistências, no período de um ano e meio em Milão – de janeiro de 2014 a agosto de 2015. A Juve desembolsou 11 milhões de euros para tirar o Profeta da Inter. No time de Milão, durante o Campeonato Italiano 2013/2014, a contratação de Hernanes, em janeiro de 2014, marcou o resgate da equipe na competição. Quando o brasileiro chegou, a Inter estava na zona intermediária da classificação, com apenas 50% de aproveitamento dos pontos disputados. Com Hernanes, o time de Milão faturou 62% dos pontos (14 jogos, 7 vitórias, 5 empates e 2 derrotas) e terminou na quinta colocação, conseguindo vaga para a Liga Europa. Em 14 jogos, o brasileiro fez dois gols e deu quatro assistências;
  • Com a camisa da Lazio, Hernanes faturou o título da Copa da Itália em 2013. Ele chegou ao clube em agosto de 2010, vendido pelo São Paulo FC. Até janeiro de 2014, ele disputou 156 jogos, fez 41 gols e deu 15 assistências. Em todas as temporadas de Hernanes no clube, a Lazio sempre terminou entre os cinco primeiros colocados do Campeonato Italiano;
  • Pelo time principal da Seleção Brasileira, Hernanes soma 27 jogos e dois gols marcados. Foram 21 vitórias, três empates e apenas três derrotas – ótimo aproveitamento de 81% dos pontos disputados. Ele faturou o título da Copa das Confederações de 2013. Pela seleção olímpica, foram oito partidas e um gol anotado. Ele disputou a Olimpíada de Pequim, em 2008, e faturou a medalha de bronze.

ESTATÍSTICAS DO HERNANES

Carreira

Jogos: 600

Gols: 116

Assistências: 61 

São Paulo FC

Jogos: 265

Gols: 51

Assistências: 35

Seleção Brasileira

Jogos: 27

Gols: 2

Share Button

Detalhes

Data:
julho 22
Hora:
20:00
Evento Tags:
,

Local

Morumbi, São Paulo
Brazil
Back to Top