Recuperado de lesão, Diogo volta iluminado e marca três gols em goleada do Buriram na FA Cup da Tailândia

O retorno de Diogo aos gramados não poderia ter sido melhor. Fora de combate por quase quatro meses, por conta de uma lesão nos ligamentos do ombro, o atacante brasileiro se recuperou em tempo recorde e, nesta manhã, foi o nome da vitória do Buriram United ao marcar três gols na goleada por 8 a 0 sobre o Vongchavalitkul University, na estreia da FA Cup da Tailândia. Dessa forma, o time avançou à segunda fase do torneio – ainda não há data e nem adversário definidos. O Buriram United luta pelo bicampeonato, já que na temporada passada conquistou a FA Cup contra seu maior rival, o Muang Thong United. Na campanha vitoriosa deste torneio em 2015, Diogo marcou três gols em seis partidas disputadas. “Foi bom (o jogo). Fiquei muito feliz. Claro que o adversário não era da primeira divisão da Tailândia, mas independente do resultado ou do adversário, o que fiquei mais contente foi que voltei, não senti dor e fiz gols. Isso para mim foi o mais importante hoje”, comemora.

A vitória e os gols marcados nesta manhã se tornam ainda mais especiais para Diogo por tudo que o atacante passou nos últimos meses. Após uma ótima temporada em 2015, logo no início deste ano o brasileiro rompeu os ligamentos do ombro em um jogo da Liga dos Campeões da Ásia, contra o FC Seoul (Coréia do Sul), em 23 de fevereiro. Por conta da lesão, Diogo retornou ao Brasil e foi submetido a cirurgia em 11 de março. De acordo com os médicos, a previsão era de que o brasileiro retornasse ao futebol dentro de seis meses. Porém, por conta de sua força de vontade ao fazer o tratamento em até três períodos por dia (manhã, tarde e noite), Diogo surpreendeu a todos e retornou antes de completar quatro meses de recuperação. “Todo atleta que tem uma lesão sabe que é difícil a recuperação, ainda mais o tipo de lesão que tive. Mas me esforcei bastante para voltar o quanto antes e isso me deixa muito feliz mesmo.”

Sem dores e totalmente recuperado, Diogo fez uma partida primorosa contra o Vongchavalitkul University. Com boa movimentação, o atacante esteve perto de marcar logo no começo da partida, mas acabou vendo o também brasileiro Kaio marcar duas vezes e o venezuelano Túñez uma. Porém, aos 30 minutos, Diogo se reencontrou com o gol. Após boa jogada pela direita, a bola foi cruzada na área e o atacante, oportunista, antecipou o zagueiro e marcou o gol de cabeça. No segundo tempo, aos 7 minutos, o ex-jogador do Palmeiras driblou um defensor, entrou na área e tocou na saída do goleiro para marcar o 5º do Buriram – seu segundo gol na partida. O Buriram United abriu vantagem ainda maior com outro gol de Túñez e um de Anawin. Por fim, para fechar com chave de ouro, aos 20 minutos, Diogo recebeu lançamento do campo de defesa, avançou, deu um drible no meio das pernas do goleiro, que saiu da área para tentar interceptar, e só tocou para o gol livre. A goleada estava consumada. E a grande atuação de Diogo também.

“Agradeço a todos que estiveram perto de mim naquele momento (de recuperação da lesão), como minha família e meus amigos, mas agradeço especialmente ao presidente do Buriram United (Newin Chidchob), pois tudo que pedi, como fazer a cirurgia no Brasil e depois trazer para a Tailândia um fisioterapeuta comigo (José Lera), foi aceito para que a recuperação fosse a melhor possível. Então, agradeço demais ao presidente e ao fisioterapeuta”, enfatiza.

Diogo, que já conquistou sete troféus pelo Buriram United em um ano e meio de clube (Supercopa da Tailândia 2016, Toyota Premier Cup 2016, Campeonato Tailandês 2015, FA Cup 2015, Copa da Liga Tailandesa 2015, Supercopa da Tailândia 2015 e Mekong Club Championship 2015), tem 49 gols em 54 partidas disputadas pelo time – média de 0,9 gol por jogo. Desde sua chegada à Tailândia, o Buriram United disputou 81 partidas oficiais e o aproveitamento com Diogo em campo é ótimo. Afinal, desses 81 jogos, o brasileiro atuou em 54 ocasiões e ajudou a equipe a conquistar 39 vitórias, 12 empates e três derrotas (todas elas em jogos da Liga dos Campeões da Ásia), algo que dá um aproveitamento de 80% dos pontos disputados. Sem Diogo, o time fez 27 partidas, somando 14 vitórias, sete empates e seis derrotas – aproveitamento de 60%.

Share Button
Posted in: