Geuvânio e Diogo jogam pelo amigo Pedrinho

O retorno do Campeonato Brasileiro após a Copa do Mundo marcará também um ato de grande solidariedade. Quando Santos e Palmeiras pisarem no gramado da Vila Belmiro, nesta quinta-feira (17), às 19h30, uma outra causa ganhará importância além dos três pontos em disputa. Afinal, o atacante Diogo, do Palmeiras, lançou um desafio para o amigo Geuvânio, meia-atacante do Santos, de que quem vencer a partida se encarregará de levar uma camisa de cada clube autografadas para serem leiloadas para o Pedrinho, garoto que sofre de uma síndrome rara e precisa fazer um transplante urgente fora do Brasil.

Pedro Libração da Lavra Baragão, o Pedrinho, nasceu no dia 22 de agosto de 2013, na maternidade Pro Matre, em São Paulo, e desde então segue internado no hospital por conta de uma síndrome rara chamada SIC (Síndrome do Intestino Curto), que foi reflexo de uma má formação que causou necrose no órgão. O garoto já passou por duas cirurgias para alongamento de intestino, mas elas não foram suficientes e a única saída será um transplante de intestino delgado, procedimento este que só acontece nos Estados Unidos e que custa mais de US$ 1 milhão (cerca de R$ 2,2 milhões). Justamente por isso, os jogadores Diogo e Geuvânio se solidarizaram com a causa e viram na doação das camisas de jogo autografadas uma ótima saída para ajudar o amigo Pedrinho a conseguir se curar e um dia poder jogar futebol.

Para conhecer mais sobre a história do Pedrinho e ajudá-lo, acesse o site oficial www.amigosdopedrinho.com.br ou a página no Facebook https://www.facebook.com/ajudeopedrinhoacontinuarsorrindo?fref=ts

Share Button